sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Uma humanidade melhor

Não podia faltar aqui neste blog o famoso discurso feito por Charles Chaplin no final do seu filme "O grande ditador". Trata-se de um bravo discurso de um espírito certamente à frente de seu tempo, um discurso apaixonado e apaixonante de um livre-pensador, que feito em 1940 ecoa até os dias de hoje. Vale a pena prestar atenção em cada frase, quem o ouve não tem dúvidas de que Charles Chaplin usou a arte para deixar uma mensagem de ouro às gerações futuras.

Para quem identifica-se com o deísmo, a mensagem e o chamado à luta feito por Chaplin através de seu personagem chamam a atenção para questões importantes, verdadeiras lutas com as quais a filosofia deísta se identifica, mas uma luta que começa dentro de nós mesmos e reflete-se fora, é levada para fora, com o uso da democracia como ele pede, com mais uso da razão, da inteligência e do progresso para o bem comum e não para a destruição, buscando o bem e a felicidade sem distinção de fronteiras, de raças ou de crenças, dando mais importância ao bem, à felicidade e à paz que a estas diferenças, lutando contra o desejo insano do poder aliado ao ódio e a não aceitação do outro. Toda esta mensagem está no seu discurso, de forma muito mais inspiradora, emocionante, envolvente e estimulante, portando, ouçamos:


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário